AR

BE

BG

BN

BS

CA

CS

DE

EL

EM

EN

EO

ES

ET

FA

FI

FR

HE

HR

HU

ID

IT

JA

KA

KN

KO

LT

LV

MR

NL

NN

PA

PL

PT

PX

RO

RU

SK

SR

SV

UK

VI

ZH

Mudança linguística

O mundo no qual vivemos está em constante mudança. Por esta razão, a nossa língua não pode ficar parada. Ela desenvolve-se conosco, é dinâmica. Esta mudança pode afetar todos os níveis de uma determinada língua. Isto é, pode referir-se a diferentes aspectos. A mudança fonológica diz respeito ao sistema fonético de uma determinada língua. A mudança semântica implica uma mudança no nível do sentido das palavras. A mudança lexical inclui as alterações ao nível do vocabulário. A mudança gramatical altera as estruturas gramaticais. As razões da mudança linguística são imensas. Muitas vezes, trata-se de motivos econômicos. Ao falarem e ao escreverem, as pessoas desejam poupar tempo e esforço. Por isso, simplificam a sua língua. As inovações também podem favorecer a mudança linguística. É, por exemplo, o caso da invenção de novas coisas. Como essas coisas precisam de um nome, surgem novas palavras. Em regra, a mudança linguística não acontece deliberadamente. É um processo natural e que acontece automaticamente. Os falantes podem mudar conscientemente a sua própria língua. E fazem-no quando pretendem produzir um determinado efeito. Também a influência de outras línguas estrangeiras pode propiciar a mudança linguística. Isso torna-se cada vez mais visível na época da globalização. A língua inglesa, principalmente, exerce influência sobre as outras línguas. Hoje em dia, podemos encontrar palavras inglesas em quase todas as línguas. Chamam-se anglicismos. Desde a Antiguidade que a mudança linguística tem sido alvo de críticas e de receios. No entanto, trata-se de uma marca positiva. Porque é a prova de que a nossa língua está viva, tal como nós!

text before next text

© Copyright Goethe Verlag GmbH 2018. All rights reserved.