egypt
AR
belarus
BE
bulgaria
BG
bangladesh
BN
bosnia
BS
spain
CA
czech_republic
CS
germany
DE
greece
EL
usa
EM
great_britain
EN
esperanto
EO
spain
ES
estonia
ET
iran
FA
finnland
FI
france
FR
israel
HE
croatia
HR
hungary
HU
indonesia
ID
italy
IT
japan
JA
georgia
KA
india
KN
south_korea
KO
lithuania
LT
latvia
LV
india
MR
netherlands
NL
norway
NN
india
PA
poland
PL
portugal
PT
brazil
PX
romania
RO
russia
RU
slovakia
SK
serbia
SR
sweden
SV
ukraine
UK
vietnam
VI
china
ZH

Dos gestos à língua

Quando falamos ou ouvimos, o nosso cérebro está bastante ocupado. Ele tem que processar os sinais linguísticos. Os gestos e os símbolos são também sinais linguísticos. Já existiam antes da linguagem humana. Alguns destes símbolos são entendidos em todas as culturas. Já outros têm que ser aprendidos. Não são compreendidos por si só. Os gestos e os símbolos são processados como sendo material linguístico. E são processados na mesma região cerebral! Foi isto o que ficou provado em um estudo recente. Os pesquisadores examinaram vários indivíduos. Esses indivíduos tinham que assistir a vários videoclipes Enquanto eles assistiam aos clips, foi medida a sua atividade cerebral. Em uma parte dos clips estes sujeitos expressaram coisas diversas. Faziam-no através de movimentos, símbolos e palavras. O outro grupo de ensaio viu outro tipo de videoclipes Tratava-se de vídeos sem sentido. Sem línguas, sem gestos e sem símbolos. Não possuíam qualquer significado. Ao medirem, os pesquisadores viram o que foi processado e onde exatamente. Conseguiram comparar a atividade cerebral dos indivíduos entre si. Tudo aquilo que tinha significado tinha sido analisado na mesma região do cérebro. O resultado desta experiência é muito interessante. Mostra-nos como o nosso cérebro aprendeu a linguagem. No início, o ser humano comunicava-se através dos gestos. Mais tarde, desenvolveu uma linguagem. Por isso, o cérebro teve que aprender a processar a linguagem como os gestos. E, obviamente, teve que atualizar a versão antiga...

text before next text

© Copyright Goethe Verlag GmbH 2015. All rights reserved.