egypt
AR
belarus
BE
bulgaria
BG
bangladesh
BN
bosnia
BS
spain
CA
czech_republic
CS
germany
DE
greece
EL
usa
EM
great_britain
EN
esperanto
EO
spain
ES
estonia
ET
iran
FA
finnland
FI
france
FR
israel
HE
croatia
HR
hungary
HU
indonesia
ID
italy
IT
japan
JA
georgia
KA
india
KN
south_korea
KO
lithuania
LT
latvia
LV
india
MR
netherlands
NL
norway
NN
india
PA
poland
PL
portugal
PT
brazil
PX
romania
RO
russia
RU
slovakia
SK
serbia
SR
sweden
SV
ukraine
UK
vietnam
VI
china
ZH

A mutação genética torna possível a fala

De todos os seres vivos do planeta apenas o ser humano consegue falar. É isso distingue-o dos animais e das plantas. É claro que até mesmo os animais e as plantas comunicam entre si. Todavia, não dominam nenhuma linguagem complexa. Mas porque é que o ser humano consegue falar? Para se poder falar é preciso ter algumas caraterísticas orgânicas. Estas propriedades físicas apenas se encontram no ser humano. Não é, porém, evidente que tenha sido o ser humano que as tenha desenvolvido. Na história da evolução nada acontece por acaso. Num determinado momento da sua história, o ser humano começou a falar. O momento exato em que tal aconteceu, ainda não se sabe. Mas teve que acontecer alguma coisa para que o ser humano desenvolvesse a capacidade da fala. Investigadores acreditam que uma mutação genética pode ter sido responsável por essa transformação. Os antropólogos estabeleceram uma comparação entre o ADN de diversos seres vivos. Sabe-se, de fonte segura, que um determinado gene pode influenciar a linguagem. As pessoas que têm este gene danificado revelam problemas com a fala. Têm dificuldades de expressão e de compreensão de palavras. Investigou-se, igualmente, este gene nos seres humanos, nos macacos e nos ratos. Nos seres humanos e nos chimpanzés é muito semelhante. Só se detetaram duas pequenas diferenças. No entanto, estas diferenças são percetíveis no cérebro. Juntamente com outros genes, influenciam determinadas atividades cerebrais. Por isso, o ser humano ao contrário do macaco consegue falar. Ainda assim este quebra-cabeças que envolve a linguagem humana ainda não foi resolvido. Até porque a mutação de um gene não é suficiente para explicar a capacidade de falar. Os investigadores têm implantado nos ratos variantes genéticas do ser humano. E, nem por isso, os ratos falam... Ainda que os guinchos dos ratos tivessem soado de uma maneira diferente!

text before next text

© Copyright Goethe Verlag GmbH 2015. All rights reserved.