egypt
AR
belarus
BE
bulgaria
BG
bangladesh
BN
bosnia
BS
spain
CA
czech_republic
CS
germany
DE
greece
EL
usa
EM
great_britain
EN
esperanto
EO
spain
ES
estonia
ET
iran
FA
finnland
FI
france
FR
israel
HE
croatia
HR
hungary
HU
indonesia
ID
italy
IT
japan
JA
georgia
KA
india
KN
south_korea
KO
lithuania
LT
latvia
LV
india
MR
netherlands
NL
norway
NN
india
PA
poland
PL
portugal
PT
brazil
PX
romania
RO
russia
RU
slovakia
SK
serbia
SR
sweden
SV
ukraine
UK
vietnam
VI
china
ZH

Mudança de código linguístico = mudança de personalidade

A nossa língua pertence-nos. Ela é uma parte importante da nossa personalidade. Há muitas pessoas, no entanto, que falam várias línguas. Será que isto significa que elas têm várias personalidades? Os cientistas acreditam que sim! Quando mudamos de língua, estamos a mudar também a nossa personalidade. Ou seja, passamos a comportar-nos de um modo diferente. Foi esta a conclusão a que chegaram cientistas americanos. Investigaram o comportamento de duas mulheres bilingues. As mulheres tinham tido uma educação bilingue com inglês e espanhol. Elas conheciam igualmente bem ambas as línguas e culturas. Apesar disso, o seu comportamento dependia da língua que falavam. Quando falavam espanhol, mostravam-se mais seguras. Também se sentiam confortáveis, quando se encontravam num ambiente de língua espanhola. Quando falavam inglês, o seu comportamento mudou. Mostraram-se menos confiante e muito mais inseguras. Os investigadores notaram também que as mulheres pareciam sentir-se mais sozinhas. Logo, a língua que nós falamos pode influenciar o nosso comportamento. Os investigadores desconhecem ainda por que motivo isto acontece. É possível que sigamos as normas culturais. Quando falamos pensamos na cultura associada a essa língua. Isso acontece de forma automática. Por esta razão, tentamos adaptar-nos a essa mesma cultura. Nós comportamo-nos, assim, de acordo com os hábitos de cada cultura. Em algumas experiências realizadas, os falantes chineses mostraram-se muito reservados. Mas quando falavam inglês revelaram-se muito mais abertos. Se calhar, nós mudamos o nosso comportamento para nos integrarmos melhor. No fundo, nós queremos ser como aqueles com quem nós falamos em pensamento...

text before next text

© Copyright Goethe Verlag GmbH 2015. All rights reserved.