egypt
AR
belarus
BE
bulgaria
BG
bangladesh
BN
bosnia
BS
spain
CA
czech_republic
CS
germany
DE
greece
EL
usa
EM
great_britain
EN
esperanto
EO
spain
ES
estonia
ET
iran
FA
finnland
FI
france
FR
israel
HE
croatia
HR
hungary
HU
indonesia
ID
italy
IT
japan
JA
georgia
KA
india
KN
south_korea
KO
lithuania
LT
latvia
LV
india
MR
netherlands
NL
norway
NN
india
PA
poland
PL
portugal
PT
brazil
PX
romania
RO
russia
RU
slovakia
SK
serbia
SR
sweden
SV
ukraine
UK
vietnam
VI
china
ZH

Língua e música

A música é um fenómeno universal. Todos os povos do nosso planeta fazem algum tipo de música. E em qualquer cultura a música é compreendida. Este facto foi demonstrado por um estudo científico. Numa experiência realizada, uma música ocidental foi interpretada numa tribo que vivia completamente isolada. Este povo africano não tinha nenhum contacto com o mundo moderno. Apesar disso, os seus membros conseguiam perceber se se tratava de uma música alegre ou triste. No entanto, ainda se desconhece porque é que isto acontece. Mas a música parece ser uma linguagem que não conhece fronteiras. E todos nós de alguma maneira aprendemos a interpretá-la corretamente. No entanto, para a evolução da língua a música não tem nenhum tipo de utilidade. De qualquer modo, o facto de que podemos compreender a música está relacionado com a nossa linguagem. Pois a música e a linguagem estão interrelacionadas. O cérebro processa-as de uma forma semelhante. Até mesmo o seu funcionamento é muito parecido. Ambas combinam tons e sons de acordo com certas regras. Até os bebés captam a música que ouviram quando estavam no ventre materno. No ventre materno, escutam a melodia da língua da sua mãe. Mais tarde, após o seu nascimento conseguem entender a música. Poder-se-ia dizer que a música imita a melodia das línguas. Do mesmo modo, se transmitem emoções tanto na música como na linguagem através do ritmo. Graças aos nossos conhecimentos linguísticos conseguimos compreender as emoções na música. Por outro lado, as pessoas com talento para a música aprendem novas línguas mais facilmente. Muitos músicos aprendem línguas como se fossem melodias. Deste modo, conseguem mais facilmente lembrar-se das línguas. Parece, pois, interessante que as canções de embalar sejam todas muito parecidas, em qualquer parte do planeta. Isto mostra como a linguagem da música é universal. Além do facto de ser a mais bela língua de todas...

text before next text

© Copyright Goethe Verlag GmbH 2015. All rights reserved.